CAB estará representada no IBAS 2019

Reunião aconteceu nessa segunda-feira em São Paulo

 

A presidente da CAB –Comissão do Aerodesporto Brasileira, Marina Posch Kalousdian, participou, nessa segunda-feira, 21 de janeiro, em São Paulo-SP, do lançamento oficial do projeto ‘Universidade do Ar, 1º Anuário de Recursos Humanos para Aviação e do IBAS- International Brazil Air Show’.

 

Durante o encontro, o tema em destaque foi a ‘Conectividade e Inovação para o fortalecimento do Transporte Aéreo’ levando em conta o novo governo e as diretrizes para o setor. Também aconteceu a discussão sobre a inauguração do GATGRU: 1º Portal de Atração de Investimento Estrangeiro Direto – FDI, cujo foco foi a importância do GAT no Brasil.

 

O IBAS- International Brazil Air Show que será organizado pela Sator, acontecerá nos dias 11, 12 e 13 de setembro de 2019 no Aeroporto Internacional de Guarulhos-SP.  A CAB irá participar desse evento, em setembro, com a divulgação e realização do 2º Prêmio CAB do Aerodesporto, que terá palestras com atletas e recordistas, entre outros convidados de diversas áreas ligadas aos aerodesporto e show aéreo.

 

“Será uma oportunidade extremamente útil para reunirmos pessoas e movermos ações conjuntas ao redor do propósito único de acelerar o desenvolvimento planejado do setor’, disse Marina. “Na reunião, pela manhã de segunda-feira, também tive a chance de conversar com várias pessoas da Universidade Anhembi Morumbi, da Universidade do Ar, além de representantes da SAC, ANAC e DECEA sobre fomento e apoio ao aerodesporto pela aviação, espaço aéreo e certificação”.

Interessante:

http://www.institutoaviacao.org/noticia/terminal-para-aviacao-executiva-e-inaugurado-no-aeroporto-de-cumbica

http://internationalbrazilairshow.com.br/2019/00/

http://www.institutoaviacao.org/o_instituto

 

IMG_2334IMG_2344IMG_2349IMG_23531-IMG_3253IMG_3254IMG_3255

CAB no IBAS 2019 no Aeroporto de Guarulhos.

A CAB irá participar do IBAS 2019 com o 2º Prêmio CAB e com uma rodada de palestras sobre campeonatos, recordes, espaço aéreo, regulamentos, equipamentos e outros temas. Save the Date: 11, 12 e 13 de Setembro de 2019 – Aeroporto de Guarulhos.

Obrigada ao IBAS e a Sator.

Marina Posch Kalousdian | Presidente da CAB.

ext

Votos de Um Feliz Natal e Um Próspero Ano Novo

A CAB deseja a todos os seus filiados, os aerodesportistas, os praticantes, os demonstradores, os organizadores de shows aéreos, fãs, amigos e amigas que neste Natal possamos renascer em corpo e alma. E que essa dupla renovação venha com o gás necessário para aquecer, inflar e fazer subir nosso ânimo para conquistas de alvos cada vez mais precisos.
Que em 2019 os ventos sejam suaves para decolarmos com segurança, para atingirmos as alturas, desempenharmos manobras e rotas com cautela, encantarmos um público cada vez maior e sempre pousarmos com serenidade .
Um Feliz Natal e um Ano Novo de coragem, trabalho e muitas realizações !

 

São os votos sinceros da CAB.

2ª e Ultima Etapa do Campeonato Brasileiro de Parapente em Igrejinha – RS.

Igrejinha no Rio Grande do Sul foi a sede da 2ª e Ultima Etapa do Campeonato Brasileiro de Parapente com mais de 115 pilotos de vários estados e estrangeiros, das 7 provas possíveis foram realizadas 4, com triangulação entre a cordilheira e o vale e com 3 restrições no espaço aéreo no quesito altitude… Algumas penalizações foram feitas aos pilotos mas no decorrer do campeonato se adequando e voando sem cometer erros. Primeiro dia com a Prova INTERROMPIDA devido a formação e evolução rápida de Cumulus Nimbus na rota da prova, onde a comissão de segurança acionou o Juiz Geral e todos os pilotos pousados com segurança… Nos dois dias seguintes vento forte e direção não favorável a decolagem fizeram com que a organização e comissão de pilotos definissem a prova e aguardaram até o Dead Line… Onde a comissão se reuniu e CANCELARAM as provas… Prova 4 posta no quadro e janela aberta com GOAL na cidade de Rolante com um Race to Goal de aproximadamente 69km… 20 pilotos no GOAL sendo o vencedor o capixaba Frank Brown e no Feminino a Sul Mineira Marcella Uchoa de Poços de Caldas recém chegada do nordeste onde bateu 3 Recordes Mundiais de Parapente… Na Prova 5 o vencedor foi o paulista Danilo Rodrigues, onde se destacou puxando a prova do dia… Já na PROVA 6 o carioca Rafael Saladini se destaca voltando ao jogo novamente, já que no primeiro dia ele caiu no inicio da prova… Destaque para Marcella Uchoa e a paulista Priscila Fevereiro… Para o ultimo dia pilotos com as suas marcações já pré determinados, ranking nacional e da liga em jogo… Definição do Campeão Brasileiro 2018 e pontos importantes para a LIGA visando o Mundial na Macedonia 2019… Goal em Sapiranga na Escola Cia do Ar e outro piloto entrando na briga pela vaga para equipe do Mundial o vencedor da prova o paulista Rafael Barros e Marcella Uchoa chegando e se consagrando Campeã Brasileira de Parapente da temporada 2018… Retorno para o QG e tensão entre protesto e falha no tracker log… Resolvidos os problemas com os devidos esclarecimento por parte da organização e Juiz Geral… Premiação… Rafael Saladini Bi Campeão Brasileiro de Parapente… Thomas Milko na Serial e Marcella Uchoa no Feminino.

qG QG do evento.

inscrição STAFF.

inscrição1 Download de GPS.

inscriçnao2 Entrega de KIT, numeral, camiseta, mapa e adesivos.

caminhão

“Subida para rampa dos equipamentos no caminhão da organização em Morro Alto em Igrejinha”

organização

“UTI e BOMBEIROS… Apenas 1 incidente com acionamento de paraquedas reserva… Bombeiros chegando ao local rapidamente e resgatando… Piloto sem escoriações e equipamento em perfeito estado”.

Briefing

“Briefing da PROVA 1 com detalhes do ESPAÇO AÉREO… Durante o percurso 3 altitudes diferenciados na região… Toda a ATENÇÃO é importante para não ser penalizado”.

espaço aereo

“Cores diferenciava as diferentes áreas e altitudes permitidas”.

prova2

Diariamente a Comissão de Pilotos + Juiz Geral e responsável pelo Resgate dos pilotos se reunia para definir a PROVA do DIA, meteorologia e mais conhecimento de pilotos locais eram utilizados”

CAB_o CAB trabalhando.

naviter

tracker

“Montagem da prova nos aparelhos eletrônicos e GPS… Rastreadores da CBVL entregues diariamente aos pilotos da competição”

rampa

balança

briefing de federações

“Após o BRIEFING cada piloto se posiciona aguardando a abertura da janela, Federações e Equipes montando suas estratégias… E a organização se achar conveniente pesa os pilotos para verificar se estão compatíveis com o peso total mais a tolerância da homologação do equipamento”.

47393009_2237604786249913_4060360509956816896_o Janela ABERTA.

IMG_1152

IMG_1155

IMG_1447 Chegada no GOAL

IMG_1270 Cruzando a linha virtual.

PRO etapa Pódio da PRO.

Etapa SERIAL Pódio da SERIAL.

Feminino Etapa Pódio da FEMININO.

Etapa de Igrejina Serial Pódio da SPORT.

Brasil será sede do Campeonato Mundial de Paramotor e Paratrike em 2020.

Campeonato Mundial de Paramotor FAI em 2020 no Brasil

Em reunião plenária no subcomitê da CIMA – Comissão Internacional de Microleves e Paramotores, da FAI – Federação Aeronáutica Internacional, que ocorreu no dia 22 a 24 de novembro de 2018, na Arábia Saudita, por unanimidade aprovaram preliminarmente a proposta para o Brasil ser país sede do próximo Campeonato Mundial de Paramotor e Paratrike.

Este será o 11° Campeonato Mundial de Paramotor FAI (WPC – World Paramotor Championship), conhecido como campeonato FAI clássico, que compreende provas de navegação, economia e precisão, nas modalidades Paramotor SOLO (PF1T), Paratrike SOLO (PL1T) e Paratrike DUPLO (PL2T).

CIMA - FAI Membros Mundiais na CIMA – FAI.

A proposta de intenção do Brasil foi apresentada pelo Sr. Ricardo Maciel – Delegado Alternado CIMA-FAI, que participou da reunião da subcomissão de paramotor e Sr. Gustavo Albrecht – Delegado CIMA-FAI, onde destacaram o potencial e capacidade do país para sediar o evento, o Município de Araçatuba – SP foi indicado para a realização do evento. A proposta foi apresentada pela ABUL – Associação Brasileira de Pilotos de Aeronaves Leves e conta com o apoio da CAB – Comissão de Aerodesporto Brasileira e Clube de Paramotor Araçatuba.

46507187_1341493412657367_7523742517347483648_n

Na reunião foram tratados diversos assuntos relativos aos próximos campeonatos (campeonato europeu, campeonato asiático, campeonato mundial de slalom e mundial clássico), alterações nas regras dos campeonatos e catálogo de provas, em síntese visando aumentar a segurança dos pilotos e corrigir distorções nos resultados de classificação, promovendo maior competitividade.

Ricardo Maciel destaca que com a aprovação preliminar, já iniciou os trabalhos com uma comissão técnica, para a formulação de uma proposta com mais informações sobre o local da competição, que compreende também a elaboração de um regulamento local e catálogo de provas, para ser apresentado para deliberação na CIMA em janeiro de 2019.

Após a aprovação final da proposta pela CIMA, será formada uma comissão no departamento de paramotor da ABUL com pilotos brasileiros interessados em participar das competições, para tratar sobre o calendário de campeonatos nacionais de 2019-2020, critérios para definição de ranking brasileiro e seletiva para o mundial.

Para elevar o nível técnico dos atletas brasileiros, o Departamento de Paramotor da ABUL pretende promover treinamentos, com a participação de atletas e instrutores estrangeiros com experiência em competições internacionais.

Pilotos interessados em participar das competições, precisam fazer o cadastro no sistema http://adm.abulparamotor.com.br e encaminhar e-mail para [email protected] solicitando a inclusão de seu cadastro na equipe de competição.

Tentativas de Recordes do Voo a Vela no sertão nordestino.

Relato de dois voos seguidos que rendeu 5 recordes, no voo a vela. 

bdf6bed8-35c5-462e-b743-aa7fa1892a72

re1
Sexta:
– cheguei de Fortaleza as 08am, quando o SA comenta: se quisermos bater recordes, precisamos estar aqui antes das 07 e decolar no máximo as 07:30. A mensagem estava dada, não podíamos desperdiçar a oportunidade do early start, mas como todos me conhecem fiz as contas e com largada as 09am teríamos chance com 118/h de média.

– vento de 28 km/h pouco NE facilita a passagem no través de Guaraciaba do Norte (Serra alinhada com a direção leste). Condição forte prevista no Piauí. Não deu outra, programamos um 1000km pre-fixados para visitar a cidade que nosso mestre Galvão sempre comenta.
– voamos colina na 1a perna (~150km) e engatamos nas térmicas piauienses. Voo normal até Picos, Vm 97km/h, quando comentei com o SA: se chegarmos até as 15 no 2o pontos, bateremos o recorde. Na 2a perna, (~400km) voamos a 150km/h de média com térmicas e estradas fantásticas!! Estávamos otimistas, tudo indicava que conseguiríamos bater o recorde.
– na 3a perna, porém, azul e sombreamento matou nosso voo e o transformou modo sobrevivência, mas tudo bem voar por voar é maravilhoso e além disso, o Sábado já tinha rendido um novo recorde (triângulo FAI de 917).

re
Sábado:
– todos os dias antes de “fecharmos” a prova, conversamos com os amigos do Quixadá Aventura (voo livre) para entender as melhores áreas. Conversei com ele às 05:45 e confirmou que Piauí seria melhor, apesar de previsão de estratificação em algumas áreas.
– decolamos as 07:30, fizemos um reboque acima da cobertura (S Benedito forma uma cobertura fina no período da manhã). Programação previa uma largada alta para atravessarmos o través de Guaraciaba do Norte. Dada a cobertura, conseguimos atravessar porém tivemos que queimar toda a energia do reboque para ficarmos abaixo da cobertura (~50 acima da Serra nos primeiros 20min de voo).
– voamos até Quiterinópolis a colina com convergência (sol perpendicular à montanha) e fazíamos uma média >110km/h até ficar baixo próximo à fazenda Capisa (pistas ótimas para opção de pouso), velocidade reduziu e chegamos em Fronteiras com ~95 um pouco depois das 11 e lembrei: Piauí !! Agora serão térmicas que deveríamos trocar a escala do planador para 10m/s !!
– 2a perna foi boa, mas não fantástica como no sábado. Não foi necessário trocar a escala do variômetro, mas chegamos às 14:45 no Maranhão, 2o e último ponto (~250km a oeste de S Benedito). Neste momento, pensei: recorde batido, porém estava muito enganado. Novamente, regiões estratificadas , térmicas cisalhadas, azul e vento de proa dificultaram muito a volta para São Benedito. Talvez o momento de maior aprendizado!! 1o porque o LXNAV tinha dado planeio final e não considerou que tínhamos que atravessar a montanha, dado que o ponto de largada foi no “pé da Serra” e segundo porque girar 0,5m/s para chegar no planeio feito com as pontas dos dedos (no “talo”) foi fantástico cruzar a Serra aproximadamente a 300m para cruzar a faixa de largada !!

re2

re4 Visual da cabine.

Obrigado @⁨SA⁩e toda a equipe por ter me incluído nesta maravilhosa e memorável empreitada que resultou em 5 recordes nacionais.

Sergio Andrade | Piloto
Itamar Lessa | Co-Piloto

https://www.onlinecontest.org/olc-3.0/gliding/flightinfo.html?dsId=6942717
– Distância livre sobre 3 pontos
– Distância pre-fixada sobre 3 pontos
– Distância livre em triângulo FAI
– Distância pre-fixada em triângulo FAI
– Velocidade em triângulo FAI 1000km

Novo PRESIDENTE da FAI

Caros membros da CAB e Aerodesportistas,

A FAI tem um novo presidente:
Robert Henderson da Nova Zelândia foi eleito com um mandato de 4 anos na Conferência Geral da FAI em Luxor, Egito, no último final de semana.

A última pessoa de fora da Europa a atuar como presidente da FAI foi Clifton F von Cann, dos EUA, que foi presidente de 1988 a 1990.

Sobre Robert Henderson

O Sr. Henderson tem experiência como oficial militar sênior, piloto e instrutor e, posteriormente, Gerente de Treinamento da frota Airbus A320 na Air New Zealand. Ele foi nomeado membro da Ordem da Nova Zelândia por seus serviços na aviação esportiva e é piloto de planadores em seu tempo de lazer.

45108061_1325581267581915_6004447709547724800_n

“Ser eleito pela comunidade mundial de esportes aéreos como seu presidente é uma grande honra e uma experiência de humildade”, disse ele.

“Estamos enfrentando uma série de desafios como uma Federação Internacional de Esportes, e não menos importante é encontrar fontes adicionais de financiamento.

“Estou ansioso para enfrentar esses desafios nos próximos dois anos, especialmente.

“Haverá muito trabalho árduo para levar a organização adiante, mas temos uma excelente equipe no Conselho Executivo e uma equipe excelente trabalhando para nós em Lausanne e estou confiante de que, com a ajuda deles, podemos fazer a diferença. “

Planos de curto prazo do Sr. Henderson

Henderson definiu algumas metas-chave como parte de seu plano para os próximos três meses, incluindo a garantia de que os Jogos Mundiais Aéreos, na Turquia, planejados para 2020, sejam bem organizados e administrados com eficiência.

“Este é um tremendo empreendimento e envolve centenas de pessoas, a grande maioria das quais são voluntários”, disse ele.

“Devemos à THK, a organizadora turca e aos nossos membros e esportistas, focar de perto neste evento para garantir seu sucesso.”

O presidente Henderson mora na Nova Zelândia, o que significa que será relativamente fácil para ele trabalhar com os membros da FAI na Ásia, onde ele observa que vários países têm grande potencial de crescimento no campo de esportes aéreos.

Para negócios de rotina com a sede da FAI em Lausanne, na Suíça, ele pretende usar a videoconferência sempre que possível.

“O Zoom é uma ferramenta de conferência maravilhosa e estaremos aproveitando ao máximo essa capacidade para reduzir o tempo de viagem e os custos de viagem”, disse Henderson.

“Também quero acelerar o trabalho em nosso projeto estratégico, ONE FAI, para realizar com urgência o recurso de mão-de-obra, a tomada de decisões e a economia potencial de custos.”

3 Recordes Mundiais Feminino de Parapente no Sertão Nordestino Brasileiro.

Marcella Uchoa é dona de recorde mundial no Parapente.

Um orgulho mineiro e brasileiro! Marcela Uchoa, 30 anos, de Poços de Caldas, quebrou o recorde mundial feminino de distância com Parapente no sertão nordestino do Ceará, no último dia 25 de outubro. No total, foram três recordes mundiais em apenas um dia: 410.72 km distância livre feminino, 377 km Goal declarado feminino e 415.5 km distância livre passando por três pontos OLC.

ma2 Decolagem em Assu – Ceará.

ma No cross country no sertão nordestino brasileiro.

“Chorando e rindo ao mesmo de felicidade. Emoção única e indescritível. Quem me conhece de verdade sabe o tanto que sonhei com isso. Sonho de uma vida! Quando comecei a voar, em 2010, descobrindo o cross country, conheci a recordista Kamira no PWC que teve na minha cidade, Poços de Caldas. Vê-la contando sobre os voos me inspirou muito e pensei: nossa, um dia quero ser a mulher que fez o maior voo do mundo. Lembro-me também que falava isso e me achavam louca, a menina que mal sabia voar e queria ser recordista mundial”, disse Marcella, emocionada, ao escrever no facebook e instagram.

“Na época estava na faculdade, e desde que terminei o mestrado tenho me dedicado exclusivamente a realizar esse sonho. Muito treino, dedicação, determinação e paciência para lidar com as frustrações. Só tenho que agradecer a vocês por terem acreditado em mim, por me convidarem a fazer parte da equipe, por terem me dado a oportunidade de viver meu sonho. Muito obrigada a todos da equipe (Frank Brown, Marcelo Prieto, Samuel Nascimento, Rafael Saladini) pelos ensinamentos compartilhados e, principalmente, ao Samuka e Rafa pela super parceria em voo. Muito obrigada à Nani e Dió pelo melhor resgate do mundo! Nani, foi uma emoção sem tamanho ter você do meu lado nesse momento, porque sei que sua torcida é sincera e tenho a sensação de que estará presente em todos meus recordes. Muito obrigada a todos que torceram por mim e ficaram acompanhando meu voo, torcendo em cada termal. À minha família pelo apoio incondicional e por entenderem minha ausência. Obrigada a toda equipe do Martin que realizou reboques excelentes. Obrigada às meninas do hotel que cozinhavam ovos todo dia 4h da manhã para eu levar no voo. Enfim, cada pessoa teve sua participação fundamental para minha realização pessoal. Porque sozinhos não somos ninguém!! Obrigada de coração a todos!!!! Obrigada vida!”.

ma1 Sertão Nordestino.

ma4 Final do dia e do voo.

A presidente da CAB, Marina Posch Kalousdian, parabeniza a atleta por esse recorde histórico que carrega consigo as bandeiras de Minas Gerais e do Brasil. “Temos uma ideia do tamanho da felicidade da Marcella, e não é para menos. Foram três conquistas ímpares. Juntas, provam que empenho e determinação são fatores determinantes para o sucesso, afinal de contas não existe pódio sem treino, sacrifício e força de vontade. Parabéns a ela e a todos os amigos e amigas do Parapente, modalidade que sempre ajuda a divulgar e desenvolver o aerodesporto dentro e fora do país”.

ma5 Rafael Saladini, Samuel Nascimento e Marcella Uchoa 410km

ma6 Distância percorrida.

Campeonato Mundial de Paraquedismo na Australia 2018.

A equipe brasileira de 8-way e 4-way de paraquedismo estão na Australia para representar o Brasil durante o Campeonato Mundial de Paraquedismo de 6 a 13 de Outubro… Boa sorte EQUIPES!

pp2 2018 World Parachuting Championships.

43437557_10217720725190727_3710165996380618752_n Equipe Brasileira na Cerimonia de Abertura.

4way1 Brazil.

8way Ramela Rodrigues, Carlos Cabral, Pedro Ushizima, Eduardo Bonamoni, Andre Luiz e Beatriz Ohno.

43209898_10217711797407538_8484433200024649728_n
Equipe 8-way.

4way EQUIPE: André Ferraz, Juliana Sé, Daiton Ribeiro e George Narita | CAMERA: Rick Neves | COMISSÃO TÉCNICA: Fernando Ventura.

4way2
4-way.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial